História - Lacan Florestal

 O Projeto Lacan Florestal é o resultado de anos de pesquisa, dedicação e persistência da equipe da Lacan Investimentos. Mais do que isso, ele é fruto da confiança que os investidores depositaram em nosso trabalho. Temos bastante orgulho e carinho pelo que vem sendo desenvolvido de forma séria e, por essas e outras razões, gostamos sempre de contar como tudo começou...

    O embrião do projeto surgiu no ano de 2008 como resultado das reflexões de Luiz Augusto Candiota acerca das alternativas de investimento de longo prazo disponíveis aos investidores institucionais brasileiros. Convicto de que o nosso juro real convergiria nas décadas posteriores para um patamar mais baixo, Candiota e equipe da Lacan rumaram para os EUA, Canadá e Europa a fim de compreender melhor o racional de alocação de investidores institucionais estrangeiros como fundos de pensão, fundos soberanos e endowments, acostumados com investimentos de longo prazo. Como esperado, constatou-se que o portfólio desses investidores globais era pouco concentrado, para os padrões brasileiros, em títulos de dívida e ações, e bastante dependente do retorno de ativos alternativos como moedas, commodities e fundos estruturados como private equity, infraestrutura e, por sua importante característica de hedge inflacionário e não correlação com todos os demais ativos citados anteriormente, florestas.

    De volta ao Brasil, a equipe da Lacan investiu bastante tempo e recurso para entender aquela que parecia a mais adequada alternativa para os investidores institucionais brasileiros à luz das vantagens competitivas do país e do que já havia disponível no mercado de fundos local, o setor florestal.

    O primeiro passo na direção de um projeto com alicerces fortes foi a estruturação da equipe, convidando um dos mais renomados especialistas em florestas de eucalipto do Brasil, o Sr. José Maria Mendes, para integrar o projeto. O Zé Maria, como hoje é conhecido por todos, deixava o cargo de Diretor Florestal da Votorantim Celulose e Papel/Fibria para se dedicar à sua empresa de consultoria florestal. Durante seus trinta anos de Votorantim teve sob sua responsabilidade mais de 800 mil hectares de florestas certificadas de eucalipto, o que certamente o colocava como a pessoa ideal para o projeto que a Lacan sonhava em colocar de pé. O convite para que ele se juntasse à equipe da Lacan na estruturação do fundo e ser o responsável pela área florestal do projeto foi então feito e, empolgado com o desafio, prontamente aceito pelo Zé Maria.

    Os anos de 2009 e 2010 foram intensos em pesquisa e viagens, tanto domésticas como internacionais. Foi nessa época que a Lacan mapeou todas as regiões do país do ponto de vista das vantagens e desvantagens para o plantio do eucalipto e aprofundou as conversas com os investidores estrangeiros. O objetivo da aproximação com os investidores institucionais estrangeiros era adaptar o modelo de fundos florestais de lá para o mercado brasileiro, refletindo a seriedade dos métodos de governança do nosso fundo aos melhores padrões globais.

    Posteriormente, de modo a assegurar um comprador para a madeira do fundo, reduzindo assim os riscos do projeto, foram iniciadas as conversas com um parceiro de renome da indústria de base florestal. Após quase dois anos de negociação, a parceria estratégica entre o fundo e o comprador foi finalmente celebrada em janeiro de 2012, possibilitando a efetiva captação de recursos para o FIP LACAN FLORESTAL no primeiro trimestre de 2012. A abertura do fundo se deu em 2 de abril do mesmo ano.

    O projeto conta, hoje, com a adesão de vinte e três fundos de pensão de oito estados da federação, um banco internacional com forte presença no Brasil e nove famílias.

© Lacan Investimentos All rights reserved

Signatory of:

Audited by:

Address: Av. Brigadeiro Faria Lima, 201, Cj. 82, São Paulo, SP 05426-100

Phone number: +55 11 3372-1234